Chuck Norris torna-se pastor evangélico e agora lidera uma igreja nos EUA

O ator Chuck Norris, que é evangélico, está a liderar uma igreja na Flórida, nos EUA. Convertido há seis anos, Norris tem uma história bastante comum a muitos cristãos: foi criado por uma família evangélica, levado aos cultos semanais e na adolescência, acabou por se afastar dessa prática.

Chuck Norris

O seu nome de batismo é um dos pontos que sinalizam isso: Carlos Ray Norris. A escolha do seu pai a chamá-lo Carlos deu-se por causa do pastor Carlos Berry, que dirigia a igreja que frequentavam quando ele nasceu.

Chuck Norris voltou a aproximar-se de Deus por influência do ator e amigo Stephen Baldwin, que sempre o evangelizava quando se viam. Quando conheceu a sua esposa, Gena, ela incentivava-o a ler a Bíblia, e assim, Norris reconciliou-se com Deus.

“Ela lê a Bíblia todos os dias”, diz Norris acerca da sua esposa. “Finalmente, ela conseguiu que juntos, eu e ela, lêssemos a Bíblia. Depois de eu começar, tornou-se numa rotina regular para nós”, acrescentou, de acordo com informações dadas à imprensa.

Norris conta que durante a sua infância, se inspirava nos sermões do evangelista Billy Graham, mas que a sua verdadeira experiência de fé aconteceu após conhecer Gena, pois na adolescência, quando os seus pais se divorciaram, ele e os irmãos mais novos – Wieland, já falecido, e Aaron, produtor em Hollywood – tiveram que lidar com as dificuldades inerentes a uma família dividida.

O ator afirma que sofreu muito bullying por ser filho de pais de etnias diferentes, além do trauma de ter visto seu pai sofrer com o alcoolismo e depois, de sentir falta da sua presença. Tudo isso resultou num sentimento mau de pena do próprio pai, pois ele “era assim, e ele perdia muito com isso”.

Chuck tornou-se militar, aprendeu artes marciais na Coreia e tornou-se ator de filmes de ação, o que o levou a ganhar muito dinheiro e estabilizar-se na vida. Agora, após se ter reencontrado, quer contribuir ativamente com a divulgação do Evangelho.

Comentários