Traficar droga através de pombos é a nova tendência em Lisboa

Chegou uma nova tendência aos traficantes de droga de Lisboa, o envio de drogas através de pequenas mochilas nas costas dos pombos.

Foi descoberto na passada segunda-feira junto do Estabelecimento Prisional de Lisboa um pombo com um saquinho às costas que continha 22 comprimidos de ecstasy. O pombo foi encontrado no recinto ao ar livre, 10 minutos após os prisioneiros terem abandonado o local para as suas celas.

O Guarda Prisional pensou primeiramente que se tratava de um pombo com uma asa ferida, mas quando se aproximou apercebeu-se que tinha nas costas uma espécie de bolsa que abria facilmente, onde tinha cerca de 22 comprimidos.

Recentemente passou-se um caso semelhante no Kuwait, onde um pombo foi interceptado na fronteira com o Iraque com uma bolsa de cerca de 178 comprimidos de Ecstasy. Os guardas fronteiriços já estão atentos a estes tipo de tráfico pois é recorrente usarem animais como meio de passagem de droga entre fronteiras nos países Árabes.

Estes métodos de transporte de drogas são também comuns em países do Sul da América como a Costa Rica, onde as prisões até já começaram a adotar medidas para afastar todos os pássaros de perto das prisões.

Comentários